Saturday, September 17, 2011

Como explicar-te?


Because there are things you like, things you love and things that you simply cannot live without.


Como explicar-te o que é amor se nunca vestiste a camisola da tua equipa?
Como explicar-te o que é prazer se nunca ganhaste um ‘clássico’?
Como explicar-te o que é a dor se nunca perdeste um jogo no último segundo?
Como explicar-te o que é carinho se nunca sentiste a bola com a ponta dos dedos?
Como explicar-te o que é solidariedade se nunca deste uma ajuda numa defesa individual?
Como explicar-te o que é poesia se nunca deixaste os teus adversários desorientados com um ‘crossover’?
Como explicar-te o que é amizade se nunca fizeste uma assistência?
Como explicar-te o que é pânico se nunca perdeste um jogo depois de estar a ganhar por 20 pontos?
Como explicar-te o que é morrer um bocado se nunca perdeste uma final?
Como explicar-te o que é esforço se nunca deste o máximo para recuperar uma bola?
Como explicar-te o que é egoísmo se nunca lançaste quando devias ter passado a um colega melhor posicionado?
Como explicar-te o que é arte se nunca inventaste uma assistência espectacular?
Como explicar-te o que é música se nunca cantaste para incentivar os teus companheiros?
Como explicar-te o que é o ódio se nunca perdeste a bola que resolveu o jogo?
Como explicar-te o que é a vida se nunca jogaste basket?”

(Autor Desconhecido)

Some things cannot be explained. Either you feel it or you don’t. So much of what I am today is because of my experience as a Basketball Player. I’m grateful that I’ve been giving the opportunity to live it all and still be part of this world. Wish everybody could share this kind of love for something.

3 comments :

Rita said...

Sem dúvida que sem o basket seríamos pessoas completamente diferentes... É uma paixão que nunca acaba.

Rita said...

Ahhh... Vou roubar :p

www.pertolongeaqui.blogspot.com :p

Kathleen said...

à vontade divulga :P